19 de março de 2013

Resenha - A Culpa é das Estrelas

Título: A Culpa é das Estrelas
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 286
Classificação: 5|5
Onde Comprar: Saraiva

Sinopse:
A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.
Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.


Resenha:
Todo o livro que você ler terá um impacto diferente sobre você, tudo depende de vários fatores: o tempo em que você leu, a situação em que você leu, até mesmo o que você estava sentindo quando leu, quando li esse livro pela primeira vez, não fiquei tão encantado quando fiquei agora que o reli, percebi o quão bonitas e importantes, apesar de poucas, são as palavras de John Green nesse livro que não chega nem a 300 páginas, e dessa vez vim aqui para dizer o quanto eu gostei do livro mais amado do John Green: A Culpa é das Estrelas, lançado pela Intrínseca em 2012 e que terá adaptação cinematográfica em junho de 2014.
Se ela estivesse melhor ou o senhor, mais doente, então as estrelas não estariam tão terrivelmente cruzadas, mas é da natureza das estrelas se cruzar, e nunca Shakespeare esteve tão equivocado como quando fez Cássio declarar: “A culpa, meu caro Bruto, não é de nossas estrelas/ Mas de nós mesmos.”
O livro conta a história de Hazel Grace, uma adolescente de 16 anos tem câncer nos pulmões e já passou por algumas cirurgias para drenar a quantidade de água acumulada neles, a Hazel é uma paciente terminal, os médicos podem aumentar o tempo de vida dela controlando o crescimento dos tumores, mas não podem fazer com que ela viva até ficar velha, ela frequenta um grupo de apoio a crianças com câncer em uma igreja e em um dia comum onde vai até lá, ela encontra um garoto diferente, que nunca tinha visto antes, a encarando de modo estranho, seu nome? Agustus Waters, para os íntimos, Gus, eles acabam se conhecendo e alimentando um romance muito forte, ambos são donos de frases filosóficas que questionam as leis do universo, e ambos são doidos para descobrir o que acontece no final de seu livro favorito: Uma Aflição Imperial, já que o autor do livro não conclui a história, terminando-o no meio de uma frase. Movidos pelo desejo de descobrir o final do livro eles se envolvem em várias aventuras, onde o amor dos dois aumenta e eles vivem experiências inesquecíveis, experiências essas que envolvem drama, amor, ódio, brigas e, claro, câncer e seus efeitos colaterais, como estar morrendo.


Eu fiz um post falando sobre alguns livros que eu precisava reler que eu acho que ainda não foi ao ar, mas esse livro estava no topo da lista e eu finalmente o reli, não aguentando mais a curiosidade para relembrar o que acontecia na história, devo dizer que esse livro me impressionou mais agora, nessa releitura, onde me envolvi mais com os personagens e fiquei com raiva junto a eles.

Você me deu uma eternidade dentro dos nossos dias numerados, e sou muito grata por isso.
Como era de se esperar por minha parte, gostei da narrativa de John Green, sempre leve como deve ser e cheia de trocadilhos e questionamentos sobre o mundo, John Green sabe como tratar de assuntos mais delicados fazendo você rir e chorar sem se dar conta de que as horas estão passando e de que você ainda não almoçou, além disso ele sabe criar personagens como ninguém, é impossível não gostar de Isaac, mesmo o odiando em algumas partes, e também é impossível não gostar do Augustus e da Hazel, mesmo com algumas birras deles, isso é aceitável, já que são adolescentes como qualquer um que anda por aí, com todas as dúvidas existenciais, dias ruins e corações partidos, todos os personagens abordados nesse livro são apaixonantes, até mesmo o Peter Van Houten, se você for parar para analisar.
- Eu estou apaixonado por você – ele disse, baixinho.- Augustus – falei.- Eu estou – ele disse, me encarando, e pude ver os cantos dos seus olhos se enrugando. – Estou apaixonado por você e não quero me negar o simples prazer de compartilhar algo verdadeiro. Estou apaixonado por você, e sei que o amor é apenar um grito no vácuo, e que o esquecimento é inevitável, e que estamos todos condenados ao fim, e que haverá um dia em que tudo o que fizemos voltará ao pó, e sei que o sol vai engolir a única Terra que podemos chamar de nossa, e eu estou apaixonado por você.
O enredo foi todo bem criado, não lembro de ter visto algum ponto em aberto e todas as dúvidas e questionamentos levantados durante o livro foram respondidos, mesmo assim é impossível não ficar chateado com algumas coisas que acontecem durante o livro, devo dizer que John Green não é um doa autores mais justos dos quais já tive oportunidade de ler uma obra, ele gosta de reviravoltas que deixam o leitor chocado e triste, portanto não leia esse livro achando que será 100%  feliz, mas leia sabendo que irá te ensinar muitas lições e que você irá se emocionar com os acontecimentos tratados nele.
Acredito que o universo quer ser notado. Acho que o universo é, questionavelmente, tendencioso para a consciência, que premia a inteligência em parte porque gosta que sua elegância seja observada. E quem sou eu, vivendo nomeio da história, para dizer ao universo que ele, ou a minha observação dele, é temporária?
A Culpa das Estrelas é um livro carregado de frases bonitas, ensinamentos ricos e personagens apaixonantes, cuidado para não se apaixonar por algum deles e ter de dizer adeus a ele quando o livro acabar, John Green é um grande autor e isso ficar claro durante a leitura desse livro, que com certeza é uma grande indicação para qualquer um que tenha um coração, prepare-se emocionalmente e embarque na leitura desse livro extraordinário!
Abraços,
Gabriel

25 comentários:

  1. Primeira pessoa que deu um comentário negativo sobre esse livro. Não vejo a hora de ler, espero que eu não ache a principal dramática como você!
    Até mais :D
    http://blogsonhoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, não foi tudo o que eu esperava, mas não foi totalmente negativo, gostei de 75% da história, o resto eu prefiro esquecer, vale à pena ler sim hein!
      Obrigado por comentar,
      Abraços,
      Gabriel

      Excluir
  2. Necessito ler esse livro. Me deparo com resenhas deles em todos os blogs literários que eu entro... Só eu nunca li nada do John Green??
    Enfim, legal a resenha... Parabéns pelo blog.

    Mania de leitor
    http://maniadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iaí Theo! Me sinto assim em relação à outros autores tipo Agatha Cristie (não sei nem se é assim que se escreve),nunca li nada dela e sempre ouço as pessoas falarem, mas o livro vale muito à pena! Recomendo a leitura! Obrigado pelos elogios! Espero que continue comentando!
      Abraços,
      Gabriel

      Excluir
  3. Oi adorei sua resenha...mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos..acesse o link..www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem..

    ResponderExcluir
  4. Já quero ler, ainda mais antes do filme passar. A resenha nos deixa com vontade de conhecer os personagens e suas problemáticas. bjokas

    ResponderExcluir
  5. Oi adorei sua resenha...mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro fantástico...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem..busca.livrariasaraiva.com.br/saraiva/Reverso
    www.buqui.com.br/ebook/reverso-604408.html

    ResponderExcluir
  6. Eu li o livro em dois dias, mesmo tendo não tendo tempo, de tão tão empolgantes e maravilhosos que são os personagens, o que tornou a vontade de saber o que aconteceria o mais rápido possível, como se já os conhecesse. Amei o livro, mesmo mesmo mesmo, chorei pracarai, embora o final do final do final do finalzinho tenha sido meio brochante pra mim, a sensação foi de que precisava pelo menos mais uma única págininha para terminar o livro. Mas eu recomendo muito. Amei.

    ResponderExcluir
  7. o livro a culpa e das estrelas e maravilhoso to ansiosa para ver o filme deste livro..

    ResponderExcluir
  8. Estou lendo novamente pq quero estar c o romance quentinho na minha mente p assistir ao filme q está p estrear daqui uns 15 dias aprox. Estou amando reler este livro... diga-se de passagem, esta é a primeira vez na minha vida q leio um livro mais de uma vez, q não seja p fazer uma prova rsrsrs... amo esse livro, msm tendo um finalzinho meio q aparentemente inacabado.
    bjs

    ResponderExcluir
  9. oi, sou Peter Heaway, gostaria de saber se vcs tem interesse de publicar a musica da culpa é das estrelas que eu gravei. https://www.youtube.com/watch?v=Ux5JpUz4vZo
    espero que gostem

    ResponderExcluir
  10. Eu acho esses livros de pessoas com câncer muito negativos.Pois, quando um adolescente se depara com a doença claro que ele vai pensar que vai morrer, isso vai ajuda-lo a desistir.Eu sei que o livro precisou da morte dos dois para ser mais emocionante, mas esse livro como todos os outros não acho recomendável para doentes . Posso estar errada eu sei, mas o que adiantar eles terem encontrado o amor, se o autor pretendia mata-los? Por que nunca em um filme ou livro de uma pessoa com câncer ela possa sobreviver? Há chances, há tratamento.Eles poderiam dar esperança há milhares de pessoas que precisam..99, 9% dos filmes e livros sobre esse assunto os personagem morre, se eu tiver um câncer, algum dia, eles não vão me ajudar a lutar e sim a desistir..era só isso que eu queria dizer..

    ResponderExcluir
  11. Oi Gabriel,

    Descobri seu blog hoje, porque terminei de ler esse livro hoje e saí procurando resenhas na internet sobre, e encontrei o seu blog que já digo que gostei bastante.

    Sinceramente eu não esperava muito do livro, porque não sou muito fã de romance e achava que não ia conseguir terminar de ler o livro. Mas como você mesmo disse, a narrativa é tão boa que você lê e nem vê o tempo passar. Devorei o livro, e estou feliz com a história, apesar de que no final fiquei querendo um pouco mais. Mas terminei feliz comigo, por ter conseguido ler um livro que gira em torno de um casal perdidamente apaixonado. Agora é ver o filme e lutar para desapegar da Hazel e do Gus, que com certeza vai ser um dos personagens que me marcou de verdade.

    Parabéns pelo blog.
    Abraços

    ResponderExcluir
  12. Perfeição resume esse livro , me emocionei muito ! Ganhei de presente da minha amiga. Recomendo ele , é muito lindo ♥
    Mal posso esperar pelo filme *o*

    ResponderExcluir
  13. muito bom otimo e poco pelo livro e pelo filme muito top

    ResponderExcluir
  14. Amei a Resenha Visitem meu blog . http://estanteliterarianews.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Amei a resenha!!!!!!!!!!! :D

    ResponderExcluir
  16. amei esta resenha,me ajudou a refletir que temos que aproveitar a vida

    ResponderExcluir
  17. Oooie ...
    numca cheguei a ler o livro a culpa e das estrelas hj tive a vontade ver ver o resumo do livro e fiquei bem impresonada sei que o livro tem ums pontos negativo mais tudo bem todos os livros tem pontos negativos
    esse livro ele ajuda bastante as pessoas que passam por cancer para ajudar elas a nao pessar q essa doença eo fim do mundo
    se alguns acharam ruim o livro uma porcaria isso e problema deles
    nao devemos da bola para oque o povo fala se nao chegamos a omdi tanto sonhamos

    ResponderExcluir
  18. oii Gabriel, gostei de tudo que disse aq, e de como expos seus sentimentos quanto a obra. E assim como vc, sou completamente apaixonada por esse livro. Embora eu só tenha ido assistir o filme no cinema, não estreia hahaha quero muito comprar e ler novamente a historia, que acredito ser mais emocionante que o filme! Adorei o blog. parabéns.

    ResponderExcluir
  19. Ei olá Gabriel; Posso te pedir para apreciar minha crítica de "A culpa é das estrelas" ? Cá esta:
    http://poetizandoeu.blogspot.com.br/2014/07/a-culpa-e-das-estrelas-alusao-estelar.html

    ResponderExcluir
  20. melhor livro : KAIROS - do padre Marcelo Rossi.

    E um livro q da força e confiança a cancerígenos ou não. Tb a adolescentes em busca do seu grande amor. Não é um livro chato tentando te convencer, porém faz sua fé aumentar através de respaldos científicos # ficaadica

    ResponderExcluir
  21. Se tem uma coisa que eu posso dizer desse livro é que eu chorei muito depois do capitulo 21. Não tive como me segurar mesmo sabendo o que ia acontecer com cada personagem, eu chorei como se estivesse vivendo com eles aquela historia e livros assim são os melhores de serem lidos. Eu o amei e adorei seu blog, já coloquei em meus favoritos.

    Meu blog: www.umcontainer.com

    ResponderExcluir

Fala galera! Vamos conversar um pouco sobre os comentários?

-> Eu adoro ler comentários, sério, gosto muito, mas a gente que é blogueiro percebe quando a pessoa leu o conteúdo do post e quando ela não leu. Por mais que você esteja comentando, a gente percebe que você não leu o post e isso não é muito legal, então comente coisas coerentes ao post, por favor, respeito quem escreveu o conteúdo lendo e comentado coisas inteligentes, comentários com "que legal! Comente no meu blog" não são legais.

-> Se você tem um blog de qualquer gênero, vou adorar conhecer. Talvez não vá lá no dia em que você comentou, ou no dia seguinte, mas mais dia menos dia vou conferir lá, e se você seguir o meu, eu sigo se volta sem nenhum problema!

-> Sem ofensas, por favor. Nunca passei por nenhum constrangimento durante o período de existência do blog e nem quero passar, então respeito é bom e todos gostam.

Comentem à vontade!
Abraços,
Gabriel